fbpx

ABVE elogia regulamentação do Mover

O presidente da ABVE, Ricardo Bastos, elogiou a portaria de habilitação ao Programa Mobilidade Verde e Inovação (Mover), assinada pelo vice-presidente e ministro Geraldo Alckmin nesta terça-feira (26/3), na presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, considerando-a um passo importante para a eletromobilidade no Brasil.

“O Mover é um avanço nos programas nacionais de apoio ao transporte sustentável e, ao mesmo tempo, representa uma saudável continuidade em relação às políticas automotivas que o antecederam, como o Inovar Auto e o Rota 2030”, afirmou Ricardo Bastos perante um auditório lotado de empresários e autoridades, no Palácio do Planalto. “Essa regulamentação mostra que existe uma preocupação com a previsibilidade das regras do governo para o setor automotivo, condição fundamental para assegurar um fluxo contínuo e seguro de novos investimentos no país”.

O presidente da ABVE foi um dos convidados à cerimônia da manhã desta terça no Salão Leste do Palácio do Planalto e o segundo a falar ao público presente, de um total de quatro oradores da iniciativa privada. Ricardo Bastos falou logo depois do discurso do presidente da Abdib (Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base), Venilton Tadini, e foi seguido pelo presidente da Anfavea, Márcio Lima, e do presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Moisés Selerges Jr. Pela ABVE, também participou Thaís Machado, diretora de Infraestrutura da associação e diretora de Relações Governamentais da Raízen em Brasília.

O presidente da ABVE destacou a importância de o governo contemplar programas de incentivos à eficiência energética e à redução de poluentes, abrindo espaço para todas as tecnologias de baixa emissão, inclusive os veículos 100% elétricos e híbridos plug-in. “Temos hoje um caminho para o Brasil aproveitar ao máximo os seus melhores recursos – não só a indústria do biocombustível, mas também as vantagens estratégicas de uma das matrizes de geração elétrica mais sustentáveis do planeta”, concluiu Ricardo Bastos.

Portaria assinada hoje

A portaria assinada pelo vice-presidente Geraldo Alckmin – que também é ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviço – estabelece as regras de habilitação das empresas à concessão dos créditos financeiros previstos no Programa Mover (lançado pelo MDIC e assinado pelo presidente Lula no dia 30 de dezembro de 2023).

O Mover prevê incentivos, que podem chegar a R$ 19 bilhões até 2028, às empresas que apostarem na fabricação de veículos de baixa emissão no Brasil e investirem em pesquisa e desenvolvimento e na montagem de centros tecnológicos em território nacional. O programa não se limita a apoiar empresas de automóveis, como os anteriores, mas também as de ônibus e caminhões, além de indústrias de peças e componentes da cadeia produtiva do transporte de baixa emissão.

O Mover prevê critérios para incentivar as tecnologias de menor impacto ambiental, por meio da medição da “pegada de carbono” de todo o processo produtivo dos veículos e componentes. O programa propõe um inovador conjunto de medições “do poço à roda”, do “berço ao túmulo” e de “reciclabilidade”, que rastreará o impacto ambiental de todo o processo industrial dos veículos, desde a produção de insumos até o descarte final dos produtos.

“Esse é o pontapé inicial, o primeiro de uma série de atos normativos do MDIC para regulamentar o maior programa de mobilidade já feito no Brasil”, disse Geraldo Alckmin. “Ele vai contribuir não apenas para a descarbonização, mas também para o aumento da competitividade e da atividade econômica, gerando emprego e renda”.

É apaixonado por carros? O QG do Automóvel criou um grupo especial de WhatsApp que vai te deixar por dentro das principais novidades do que acontece em Manaus. Clique agora e faça parte do grupo do QG do Automóvel! Esperamos você.

Deixe um comentário

Mais lidos

Nós usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.