fbpx

Em quatro meses, mais de 300 motocicletas são removidas por falta de placa de identificação

Entre janeiro e abril deste ano, o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) retirou das ruas 370 motocicletas que circulavam sem placa de identificação. Essa ação faz parte de uma série de operações intensificadas pelo órgão, focadas principalmente em motocicletas, motonetas e ciclomotores. A iniciativa visa rastrear veículos potencialmente envolvidos em acidentes ou atividades ilícitas, conforme informado pela equipe de Fiscalização do Detran-AM.

Arthur Cruz, coordenador de Fiscalização do Detran Amazonas, alerta sobre os riscos associados aos veículos não identificados. “Esses veículos são frequentemente utilizados para cometer crimes, incluindo assaltos, furtos e fugas. Ao apreender essas motocicletas, estamos contribuindo significativamente para a segurança pública e prevenindo o uso desses veículos em atividades criminosas”, afirma Cruz.

Ele também enfatiza a importância dessas medidas fiscalizatórias, consideradas vitais para a responsabilidade e segurança coletivas. “Quando as regras são respeitadas, o trânsito se torna mais seguro. Nossas ações visam não apenas punir, mas proteger a sociedade como um todo, promovendo um ambiente mais seguro através da prevenção”, acrescenta Cruz.

Conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), conduzir um veículo sem placa de identificação, ou com placas em condições ilegíveis ou invisíveis, constitui uma infração gravíssima. Essa violação resulta em uma multa de R$ 293,47, além da perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e a remoção do veículo.

FOTOS: Isaque Ramos/Detran-AM

É apaixonado por carros? O QG do Automóvel criou um grupo especial de WhatsApp que vai te deixar por dentro das principais novidades do que acontece em Manaus. Clique agora e faça parte do grupo do QG do Automóvel! Esperamos você.

Deixe um comentário

Nós usamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site.